Você sabia que as principais causas de acidentes de trânsito está relacionada com a falha humana as quais podemos dividir em três grupos:

  1. Negligência,  que pode ser traduzida pela falta de cuidado em manuntenção com o veículo;
  2. Imperícia, que é a falta de habilidade do motorista em conduzir o veículo;
  3.  Imprudência, que se trata das ações irresponsáveis que muitos motoristas cometem no trânsito.

Neste artigo vamos tratar da primeira delas que é a NEGLIGÊNCIA.

Quais os cuidados que você deve ter com o seu veículo antes de pegar a estrada?

Os acidentes de trânsito provocam mais de 45 mil mortes ao ano no Brasil. De 2017 a 2019, uma das principais causas de colisões em rodovias federais foram os defeitos mecânicos. Evitável, a falta de manutenção associada ao envelhecimento da frota circulante pode colocar a sua vida em risco.

Como você pode ver, na maioria das vezes o acidente acontece devido a falta de cuidado que temos com o veículo. Entre as principais faltas de cuidados, relacionamos algumas que apresentaremos neste artigo e série de vídeos em parceria com os especialistas da Fiat Gima Jaru.

Veja quais são os itens que o motorista não pode negligenciar ao realizar a manutenção preventiva antes de pegar a estrada nessa virada de ano.

  1. Direção – Fazer o alinhamento da direção a cada 10 mil quilômetros e garantir o balanceamento das rodas combinado com o rodízio de pneus assegura que o condutor tenha um controle maior do veículo, além de uma melhor dirigibilidade.
  2. Regulagem de Freios – A não manutenção dos freios pode não só atrapalhar a frenagem como fazer com que o sistema ABS não opere corretamente. É importante ressaltar que não somente as pastilhas de freio devem ser trocadas com periodicidade. É preciso avaliar todo o conjunto, composto também por lonas (nos automóveis em que não são adotadas as pastilhas) e discos”, ressalta o pesquisador.
  3. Amortecedores – Os amortecedores interferem na direção do carro. O conjunto tem validade e deve ser inspecionado para que se tenha certeza de que não há vazamento de óleo, por exemplo. Amortecedores com problema podem causar o descontrole do veículo, além de aumentar a distância necessária para que o carro pare após uma frenagem.
  4. Luzes dos veiculos – As luzes do veículo não servem apenas para auxiliar o condutor. Elas são essenciais para que os demais motoristas entendam o trânsito. Fazer a verificação de luz de ré, lanterna, farol e seta é essencial para evitar acidentes de trânsito.
  5. Pneus – Os pneus têm validade de cinco anos e só podem ser mantidos no carro se estiverem com os sulcos dentro dos limites da Lei de Trânsito. Confira, com a mesma frequência em que calibra os componentes, o TWI – que indica a altura mínima dos traços do pneu.
  6. Limpadores de para-brisa – Pode parecer bobo colocar os limpadores de para-brisas entre os itens de manutenção preventiva, mas deixar as paletas limpas (devem ser higienizadas com detergente neutro) assegura a visibilidade do motorista e contribui para um trânsito seguro.